Morre mulher que teve 45% do corpo queimado por marido em Campo Grande

Morreu na Santa Casa de Campo Grande, no último dia 26 de junho, uma mulher de 37 anos, que teve 45% do corpo queimado pelo marido. O crime aconteceu no dia 21 de maio e o suspeito já foi preso. Com a morte da mulher, já é o 6º caso de feminicídio em Campo Grande, só em 2019.

O crime aconteceu no dia 21 em Campo Grande e a polícia foi informada pela Santa Casa, após o casal ser levado para atendimento médico na unidade. O homem estava com as mãos queimadas e a mulher com o rosto, pescoço, abdômen e tronco com queimaduras de 2º grau.

Como ela estava sedada e entubada, os policiais ouviram o marido que relatou que os dois estavam bebendo pinga quando ele resolveu acender o fogo, com etanol, para fazer comida e as chamas se espalharam atingindo os dois. No entanto, uma testemunha teria dito a polícia que antes do incêndio ouviu gritos de socorro da mulher e discussão entre os dois, em seguida o fogo.

A polícia concluiu que o homem tentou matar a esposa queimada, devido aos relatos das testemunhas e a desproporcionalidade das queimaduras dele e de sua mulher, sendo que ele estava próximo ao fogão e não ela.

A delegada Joilce Silveira Ramos explicou que o suspeito foi indiciado pela tentativa de feminicídio, mas a polícia informará o judiciário sobre a morte da mulher para que o homem seja julgado pelo feminicídio.

 


Crédito imagem: Imagem ilustrativa

Crédito matéria: Dayene Paz e Renan Nucci