31/12/2018 - 12:47:00

Organizadores da posse veem amea軋 a Bolsonaro e est縊 preocupados

A um dia da posse de Jair Bolsonaro (PSL), autoridades respons疱eis pela cerimnia disseram haver indefini鈬o quanto ao uso do carro aberto, o tradicional Rolls-Royce, ou carro fechado.

O GSI (Gabinete de Seguran軋 Institucional), respons疱el pelo evento, informou considerar que h amea軋s reais seguran軋 de Bolsonaro, mas que est pronto para enfrent-las.

鄭 decis縊 do carro aberto ou fechado, que uma coisa menor numa festa t縊 grande e bonita, ser decidida pelo presidente da Repblica, disse o general Sergio Etchegoyen, atual chefe do GSI. Segundo ele, a defini鈬o vir no dia 1コ, diante da vontade de Bolsonaro e das circunst穗cias.

A tradi鈬o que presidentes desfilem acenando para o pblico no trajeto desde a Catedral de Braslia at o Congresso Nacional, onde s縊 formalmente empossados.Mesmo no regime militar essa pr疸ica era mantida.

Questionado sobre se houve aumento da seguran軋 para a cerimnia, em compara鈬o com as passadas, Etchegoyen disse que 登 correto dizer que o presidente eleito sofreu um atentado contra a vida dele, e por isso as autoridades precisam ter cautela.Ele se refere facada que Bolsonaro levou em 6 de setembro em Juiz de Fora (MG).

哲s n縊 temos o direito de descartar nenhuma delas [as amea軋s]. Ns estaremos preparados sempre para fazer frente a qualquer das amea軋s. Todas as possveis est縊 sendo prevenidas e ser縊 neutralizadas, declarou.

Etechegoyen e seu sucessor no GSI, general Augusto Heleno, n縊 quiseram dizer qual a expectativa de pblico para o evento, mas declararam que est縊 preparados para at 500 mil pessoas.

Tamb駑 n縊 responderam se haver militares paisana e armados no meio da multid縊. 天oc黌 t麥 que entender que a鋏es de seguran軋 e intelig麩cia t麥 car疸er sigiloso, disse Heleno.

A equipe respons疱el pela cerimnia de posse realizou o segundo ensaio na Esplanada dos Minist駻ios na tarde deste domingo (30). Diferentemente do primeiro, feito no domingo anterior (23), o dubl que interpretou Bolsonaro fez o trajeto da Catedral Metropolitana at o Congresso em carro fechado.


O ensaio foi fechado para o pblico, com a Esplanada bloqueada com tapumes.

Do lado de fora, algumas dezenas de eleitores de Bolsonaro erguiam bandeiras do Brasil e tentavam espiar pelas frestas da barreira.

天ai ser uma festa bonita, que vai mostrar como o Brasil se uniu para eleger esse presidente diferenciado, disse a militar Sandra Moreti, 37, que tentava ver o ensaio com o marido e a filha de 1 ano e 7 meses. Todos vestiam camisetas amarelas.

Com a posse, hot駟s de Braslia est縊 batendo recordes de procura. A taxa de ocupa鈬o m馘ia superava os 70% neste domingo (30), ante 20% no mesmo perodo do ano passado, segundo a Associa鈬o Brasileira da Indstria de Hot駟s (Abih-DF). A expectativa de que bata os 90% na segunda (31).

No hotel Athos Bulc縊, 94% dos quartos j est縊 reservados para a v駸pera do evento. O esquema de seguran軋 sem precedentes preparado pelo Pal當io do Planalto envolveu os hot駟s, que distriburam material informativo orientando os hspedes a identificar bombas em locais como aeroportos e banheiros.

Uma cartilha sobre o que pode e o que n縊 pode ser levado para a Esplanada era distribuda nas recep鋏es.
N縊 poder縊 entrar animais, bolsas, mochilas, garrafas, carrinhos de beb e sombrinhas, apesar da previs縊 de chuva para ter軋.

As vias paralelas tamb駑 foram inteiramente fechadas. Izabela Silva, 37, foi avisada por homens do Ex駻cito de que, para seguir de bicicleta por uma delas, precisaria de uma credencial. 典alvez eu seja perigosa!, brincou.

Muitos apoiadores de Bolsonaro se aglomeravam dist穗cia dos pr馘ios da Pra軋 dos Tr黌 Poderes, fazendo ora鋏es.

O pastor evang駘ico Jos Carlos Ayres ツngelo, 64, foi ao curto peda輟 acessvel da Esplanada para, em suas palavras, 兎stabelecer territrio. Hoje, a partir das 21h, ele e outros fi駟s estar縊 no local em viglia at a meia-noite.



Cr馘ito Mat駻ia: Por Folhapress
Cr馘ito da imagem: Reprodu鈬o