22/02/2019 - 02:27:00

Brasil mant駑 ajuda Venezuela, mesmo com fronteira fechada

O Brasil manter o planejamento de ajuda humanit疵ia Venezuela, mesmo aps o presidente venezuelano, Nicol疽 Maduro, anunciar ofechamento da fronteira.A estimativa fazer chegar regi縊 fronteiri軋 alimentos e rem馘ios no s畸ado (23). O porta-voz da Presid麩cia, Ot疱io do R麋o Barros, afastou ainda a possibilidade de confronto na fronteira com os militares venezuelanos comandados por Maduro.

徹 intuito do Estado brasileiro de acolher os irm縊s venezuelanos por meio deopera鋏es humanit疵ias. O governo brasileiro n縊 identifica, neste momento, possibilidades de fric鈬o na regi縊 porque o ponto focal ajuda humanit疵ia.

O s畸ado para a entrega de ajuda humanit疵ia foi escolhido porque nestedia 23 Juan Guaid celebra um m黌 que se autoproclamou 菟residente encarregado ou presidente interino.

Planejamento

徹 planejamento da parte do governo brasileiro permanece o mesmo, estando em condi鋏es, a partir do dia 23,s畸ado, para prover os irm縊s venezuelanos dentro do territrio venezuelano se houver a disponibilidade de meios e motoristas por parte dos venezuelanos liderados pelo Guaid, disse R麋o Barros.

Segundo o porta-voz, a disposi鈬o do Brasil aguarda a chegada dos caminhes vindos da Venezuela, conduzidos por Venezuelanos, mesmo que isso demore mais que o previsto. O carregamento brasileiro inclui 22 toneladas de leite em p e 500 kits de primeiros socorros.

R麋o Barrosdisse que n縊 h risco dos alimentos e rem馘ios estragarem em depsitos de Boa Vista, em Roraima, espera da abertura da fronteira. 徹 tempo dos medicamentos e alimentos que estamos levando tem um prazo de validade bastante alongado. Dois, tr黌 meses [estocados] n縊 nos preocupa.

Press縊

O vice-presidente da Repblica, Hamilton Mour縊, fala  imprensa.
O vice-presidente da Repblica, Hamilton Mour縊, fala imprensa. -Valter Campanato/Ag麩cia Brasil

O vice-presidente da Repblica, Hamilton Mour縊, reiterou que o governo brasileiro n縊 tem planos de interven鈬o na Venezuela. 徹 governo brasileiro sempre deixou claro que a nossa a鈬o sempre ser no sentido da n縊 interven鈬o interna. Apenas manteremos a press縊 interna e as palavras junto com os demais pases que est縊 cooperando no esfor輟 para que a Venezuela retome um caminho de democracia, disse.

Acompanhado pelo chanceler Ernesto Arajo, o vice-presidenteir para a Colmbiana prximasegunda-feira (25), para discutir a situa鈬o com o Grupo de Lima, formado pelo Brasil e mais 13 pases da Am駻ica Latina.

徹 Grupo de Lima mant駑 a press縊 poltica. A poltica, por meio de a鈬o diplom疸ica, para levar o atual governante da Venezuela, o Maduro, a compreender que necess疵ia uma sada para o pas, afirmou.



Cr馘ito Mat駻ia: Marcelo Brand縊 - Reprter da Ag麩cia Brasil Braslia
Cr馘ito da imagem: Marcello Casal JrAg麩cia Brasil